17/05/2022 19:37h

Recursos serão usados na ampliação de sistemas de esgotamento sanitário e de abastecimento de água, saneamento integrado, manejo de águas pluviais e estudos e projetos

Baixar áudio

O Governo Federal, por meio do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), vai repassar mais R$ 20,7 milhões para a continuidade de obras de saneamento básico nos estados da Bahia, Ceará, Espírito Santos, Goiás, Mato Grosso do Sul, Pará, Paraíba, Paraná, Rio Grande do Sul, Rondônia, Sergipe e São Paulo.

O maior repasse, de R$ 5 milhões, será destinado à cidade de Goiânia, em Goiás. O montante será utilizado na ampliação do Sistema de Esgotamento Sanitário (SES) do município. 

"Os investimentos em saneamento básico garantem a preservação do meio ambiente, a melhoria das condições de saúde e mais qualidade de vida para a população", destaca o ministro do Desenvolvimento Regional, Daniel Ferreira.

Na Região Sul, serão beneficiadas as cidades de Curitiba, no Paraná, e Porto Alegre e Pelotas, no Rio Grande do Sul. A capital gaúcha receberá quase R$ 1,3 milhão para ampliação do sistema de macrodrenagem da bacia do Arroio da Areia, com implantação de reservatórios de detenção. Já Pelotas vai contar com quase R$ 590 mil para a ampliação do Sistema de Abastecimento de Água (SAA) na sede municipal. Para Curitiba, serão destinados mais de R$ 126,1 mil para a execução de obras de quatro bacias de contenção na sub-bacia do Rio Barigui, além de perfilamento do Rio Cascatinha e galerias nos Rios Cascatinha e Uvu.

No Nordeste, receberão recursos os municípios de Euclides da Cunha, Monte Santo e Lauro de Freitas, na Bahia; Fortaleza e Camocim, no Ceará; Cabedelo, na Paraíba, e Lagarto, em Sergipe. Lagarto receberá mais de R$ 2,9 milhões para a ampliação do sistema integrado de abastecimento de água da Adutora do Piauitinga.

Euclides da Cunha e Monte Santo receberão, no total, mais de R$ 523 mil para obras de abastecimento de água. Já Lauro de Freitas contará com mais de R$ 872 mil para obras de saneamento integrado no bairro Quintas do Picuaia. No Ceará, a cidade de Camocim vai contar com mais de R$ 313,3 mil para ampliação do Sistema de Esgotamento Sanitário (SES) em sete bacias da cidade. Já a capital Fortaleza terá acesso a mais de R$ 214,9 mil para obras no sistema adutor e de reservação do Taquarão. Cabedelo, na Paraíba, receberá mais de R$ 51,3 mil para a elaboração de projetos para a universalização do SES da área metropolitana, beneficiando os municípios de Cabedelo, João Pessoa, Bayeux e Conde.

Na Região Sudeste, serão feitos repasses para Campinas, em São Paulo, e Vitória, no Espírito Santo. Campinas vai dispor de mais de R$ 2 milhões para obras de saneamento integrado na Bacia do Ribeirão Quilombo, execução de canais e reservatórios de amortecimento, esgotamento sanitário e pavimentação. Vitória vai receber mais de R$ 294 mil para saneamento integrado na Poligonal 1, nos bairros São Benedito, Consolação, Bonfim, Penha, Itararé, Gurigica e comunidades Jaburu, Floresta e Engenharia.

No Centro-Oeste, receberão recursos as cidades de Águas Lindas de Goiás, Anápolis, Goiânia e Luziânia, em Goiás, e Corumbá, no Mato Grosso do Sul. Para Luziânia, serão destinados mais de R$ 3,6 milhões para ampliação e melhoria do sistema de produção de água do Rio Corumbá. Já Águas Lindas de Goiás vai contar com R$ 28 mil para obras de saneamento Integrado nos bairros Jardim América II, III, IV, V e VI e no Parque das Águas Bonitas  O município de Corumbá vai receber quase R$ 54 mil para a ampliação do SES na sede municipal.

Na Região Norte, serão beneficiadas as cidades de Ananindeua e Monte Alegre, no Pará, e Porto Velho e Vilhena, em Rondônia. 

Porto Velho contará com mais de R$ 477 mil para ampliação do sistema de abastecimento de água da sede municipal. Já Vilhena, terá acesso a mais de R$ 436 mil para ampliação e readequação do sistema de abastecimento de água na sede municipal.

Ananindeua contará com R$ 875 mil para a ampliação do Sistema de Abastecimento de Água no Bairro Águas Lindas; e Monte Alegre receberá mais de R$ 217 mil para a ampliação do SAA na sede municipal.

Marco legal
 

Com a sanção do novo Marco Legal do Saneamento, que completará dois anos em julho, o Governo Federal tem como objetivo alcançar a universalização dos serviços de saneamento básico até 2033, garantindo que 99% da população brasileira tenha acesso à água potável e 90%, ao tratamento e à coleta de esgoto.

Desde janeiro deste ano, já foram empenhados R$ 222,9 milhões do Orçamento Geral da União (OGU) e repassados R$ 153,5 milhões para garantir a continuidade de empreendimentos de saneamento básico pelo País. Outros R$ 434,6 milhões foram pagos para financiamentos por meio do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

Atualmente, a carteira de obras e projetos da Pasta no setor – contratos ativos e empreendimentos em execução ou ainda não iniciados – é de 1.081 empreendimentos, somando um total de R$ 42,2 bilhões, sendo R$ 25,3 bilhões de financiamentos e R$ 16,8 bilhões de Orçamento Geral da União.

 

Copiar o texto
17/05/2022 19:10h

Recursos serão utilizados em intervenções de abastecimento de água e saneamento integrado nas cidades de Euclides da Cunha, Monte Santo e Lauro de Freitas

Baixar áudio

As cidades de Euclides da Cunha, Monte Santo e Lauro de Freitas, na Bahia, vão receber R$ 1,3 milhão do Ministério do Desenvolvimento Regional, o MDR, para a continuidade das obras de saneamento básico.

Serão investidos R$ 523 mil na implementação do sistema integrado de abastecimento de água Tucano Noroeste, que vai beneficiar Euclides da Cunha e Monte Santo. Além disso, mais de R$ 870 mil serão destinados às obras de saneamento integrado no bairro Quintas do Picuaia, em Lauro de Freitas.

O ministro do Desenvolvimento Regional, Daniel Ferreira, destaca a importância dos investimentos federais no setor de saneamento básico.

"Os investimentos em saneamento básico garantem a preservação do meio ambiente, a melhoria das condições de saúde e mais qualidade de vida para a população", destaca o ministro do Desenvolvimento Regional, Daniel Ferreira.

Além dos recursos para o Pará, o MDR também anunciou repasses para a continuidade de obras de saneamento básico em municípios da Bahia, Ceará, Goiás, Espírito Santo, Mato Grosso do Sul, Paraíba, Paraná, Rondônia, Rio Grande do Sul, Sergipe e São Paulo. No total, serão repassados mais de 20 milhões de reais.

Com a sanção do novo Marco Legal do Saneamento, que completará dois anos em julho, o Governo Federal tem como objetivo alcançar a universalização dos serviços de saneamento básico até 2033, garantindo que 99% da população brasileira tenha acesso à água potável e 90%, ao tratamento e à coleta de esgoto.

Desde janeiro deste ano, já foram empenhados R$ 222,9 milhões do Orçamento Geral da União (OGU) e repassados R$ 153,5 milhões para garantir a continuidade de empreendimentos de saneamento básico pelo País. Outros R$ 434,6 milhões foram pagos para financiamentos por meio do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

Atualmente, a carteira de obras e projetos da Pasta no setor – contratos ativos e empreendimentos em execução ou ainda não iniciados – é de 1.081 empreendimentos, somando um total de R$ 42,2 bilhões, sendo R$ 25,3 bilhões de financiamentos e R$ 16,8 bilhões de Orçamento Geral da União.

Copiar o texto
17/05/2022 18:56h

Recursos serão usados na ampliação dos sistemas de esgotamento sanitário de Goiânia e Anápolis, no saneamento integrado de Águas Lindas de Goiás e no sistema de abastecimento de água de Luziânia

Baixar áudio

LOC: As cidades de Goiânia, Águas Lindas de Goiás, Anápolis e Luziânia, em Goiás, vão receber, juntas, R$ 9,4 milhões do Governo Federal, por meio do Ministério do Desenvolvimento Regional, para dar continuidade a obras de saneamento básico. 

A cidade de Goiânia vai contar com R$ 5 milhões para ampliação do Sistema de Esgotamento Sanitário do município. Com o mesmo objetivo,  Anápolis receberá quase R$ 700 mil. 

Águas Lindas de Goiás vai contar com mais de R$ 28 mil para obras de saneamento integrado nos bairros Jardim América II, III, IV, V, VI e no Parque das Águas Bonitas. 

Já a cidade de Luziânia terá acesso a quase R$ 3,7 milhões para ampliação e melhoria do sistema de abastecimento de água local.

"Os investimentos em saneamento básico garantem a preservação do meio ambiente, a melhoria das condições de saúde e mais qualidade de vida para a população", destaca o ministro do Desenvolvimento Regional, Daniel Ferreira.

.Além dos recursos para Goiás, o MDR também anunciou repasses para a continuidade de obras de saneamento básico em municípios da Bahia, Ceará, Espírito Santo, Mato Grosso do Sul, Pará, Paraíba, Paraná, Rondônia, Rio Grande do Sul, Sergipe e São Paulo. No total, serão repassados mais de 20 milhões de reais.

Com a sanção do novo Marco Legal do Saneamento, que completará dois anos em julho, o Governo Federal tem como objetivo alcançar a universalização dos serviços de saneamento básico até 2033, garantindo que 99% da população brasileira tenha acesso à água potável e 90%, ao tratamento e à coleta de esgoto.

Desde janeiro deste ano, já foram empenhados R$ 222,9 milhões do Orçamento Geral da União (OGU) e repassados R$ 153,5 milhões para garantir a continuidade de empreendimentos de saneamento básico pelo País. Outros R$ 434,6 milhões foram pagos para financiamentos por meio do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

Atualmente, a carteira de obras e projetos da Pasta no setor – contratos ativos e empreendimentos em execução ou ainda não iniciados – é de 1.081 empreendimentos, somando um total de R$ 42,2 bilhões, sendo R$ 25,3 bilhões de financiamentos e R$ 16,8 bilhões de Orçamento Geral da União.

Copiar o texto
17/05/2022 18:45h

Recursos serão usados na ampliação de sistemas de abastecimento de águas das cidades de Ananindeua e Monte Alegre

Baixar áudio

As cidades de Ananindeua e Monte Alegre (PA) vão receber, juntas, quase R$ 1,1 milhão do Governo Federal, por meio do Ministério do Desenvolvimento Regional, para dar continuidade a obras de saneamento básico. 
 
Os dois municípios usarão os recursos para ampliação de sistemas de abastecimento de água.

"Os investimentos em saneamento básico garantem a preservação do meio ambiente, a melhoria das condições de saúde e mais qualidade de vida para a população", destaca o ministro do Desenvolvimento Regional, Daniel Ferreira.

.Além dos recursos para o Pará, o MDR também anunciou repasses para a continuidade de obras de saneamento básico em municípios da Bahia, Ceará, Goiás, Espírito Santo, Mato Grosso do Sul, Paraíba, Paraná, Rondônia, Rio Grande do Sul, Sergipe e São Paulo. No total, serão repassados mais de 20 milhões de reais.

Com a sanção do novo Marco Legal do Saneamento, que completará dois anos em julho, o Governo Federal tem como objetivo alcançar a universalização dos serviços de saneamento básico até 2033, garantindo que 99% da população brasileira tenha acesso à água potável e 90%, ao tratamento e à coleta de esgoto.

Desde janeiro deste ano, já foram empenhados R$ 222,9 milhões do Orçamento Geral da União (OGU) e repassados R$ 153,5 milhões para garantir a continuidade de empreendimentos de saneamento básico pelo País. Outros R$ 434,6 milhões foram pagos para financiamentos por meio do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

Atualmente, a carteira de obras e projetos da Pasta no setor – contratos ativos e empreendimentos em execução ou ainda não iniciados – é de 1.081 empreendimentos, somando um total de R$ 42,2 bilhões, sendo R$ 25,3 bilhões de financiamentos e R$ 16,8 bilhões de Orçamento Geral da União.

Copiar o texto
17/05/2022 18:38h

Estão na lista municípios dos estados do Pará, Bahia, Minas Gerais, São Paulo e Rio Grande do Sul

Baixar áudio

O Governo Federal, por meio do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), autorizou, nesta terça-feira (17), o repasse de mais de R$ 2 milhões a 15 cidades brasileiras atingidas por desastres naturais. As portarias que autorizam a liberação dos recursos foram publicadas no Diário Oficial da União (DOU).

O estado de Minas Gerais foi quem mais recebeu repasses, totalizando R$ 1,3 milhões a 10 municípios afetados pelas chuvas intensas. Governador Valadares foi a maior beneficiada, com R$ 462,6 mil, que serão usados para a compra de bomba anfíbia. Em Miradouro Barra Longa, os recursos serão usados para a construção de muros de contenção. Já UrucuiaTeixeiras Santo Antônio do Retiro usarão os recursos para pavimentação asfáltica e restabelecimento de estradas vicinais e vias urbanas.

Ainda em Minas Gerais, a cidade de Guidoval usará o recurso federal para a construção de ala de proteção e cabeceira. Em Soledade de Minas, o investimento será para reconstrução de galeria. Já em Santo Antônio do Grama e Pescador, os recursos serão destinados à construção de bueiro e restabelecimento de drenagem.

Além de Minas Gerais, São Paulo, Bahia, Pará e o Rio Grande do Sul também tiveram cidades beneficiadas com recursos do Governo Federal. A cidade de paulista de Embu das Artes, atingida por chuvas intensas, receberá R$ 91,9 mil para a contenção de encostas.

Já os municípios de Itupiranga, no Pará, e Itambé Cícero Dantas, na Bahia, todos atingidos por chuvas intensas, receberão R$ 345,5 mil, R$ 74,1 mil e R$ 75,3 mil, respectivamente, para manutenção de bueiros e aterro compactado, restabelecimento de passagem molhada e pavimentação em paralelepípedo.  

Atingido por vendaval, o município de Iraí, no Rio Grande do Sul, receberá R$ 128,7 mil em investimentos para a compra de folhas de fibrocimento.

Situação de emergência

A Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil reconheceu, também nesta terça-feira, a situação de emergência na cidade de Maripá, no Paraná, afetadas por queda de granizo. O reconhecimento foi publicado no Diário Oficial da União (DOU). 

Copiar o texto
17/05/2022 18:00h

A temperatura pode variar entre 21 e 30 graus

Baixar áudio

Nesta quarta-feira (18), a Região Norte segue com previsão de chuva. No Amapá, Pará, Acre e Roraima, o dia será frio. Chuva intensa e volumosa por toda a região.

A mínima para a Região Norte fica em torno dos 21 graus e a máxima de 30. A umidade relativa do ar varia entre 63% e 100%.

As informações são do Instituto Nacional de Meteorologia.
 

Copiar o texto
17/05/2022 18:00h

A temperatura pode variar entre 15 e 33 graus

Baixar áudio

Nesta quarta-feira (18),  o dia segue frio na Região Nordeste. A previsão é de chuva com trovoadas na Bahia, Piauí, Rio Grande do Norte e Pernambuco. Tempo nublado e possibilidade de sol ao longo do dia na costa leste.

A mínima para a Região Nordeste fica em torno dos 15 graus e a máxima de 33. A umidade relativa do ar varia entre 45% e 100%.

As informações são do Instituto Nacional de Meteorologia.
 

Copiar o texto
17/05/2022 18:00h

A temperatura pode variar entre 18 e 30 graus

Baixar áudio

Nesta quarta-feira (18), a previsão é de frio para a Região Centro-Oeste. A massa de ar frio e seca segue predominando na região, mas não há previsão de chuva para o Distrito Federal, Goiás e Mato Grosso. No leste do Mato Grosso do Sul, o dia segue frio e com risco de geada. 

A temperatura mínima para o Centro-Oeste fica em torno dos 18 graus e a máxima de 30. A umidade relativa do ar varia entre 20% e 100%. 

As informações são do Instituto Nacional de Meteorologia.
 

Copiar o texto
17/05/2022 18:00h

A temperatura pode variar entre 3 e 9 graus

Baixar áudio

Nesta quarta-feira (18), o frio predomina na Região Sul. No Rio Grande do Sul e em Santa Catarina, o dia começa com fortes rajadas de vento. Chove a qualquer momento do dia nos dois estados. No Paraná, a previsão é de sol com poucas nuvens, mas pode chover durante o dia. 

A temperatura mínima para a Região Sul fica em torno dos 3 graus e a máxima de 9. A umidade relativa do ar varia entre 54% e 100%.

As informações são do Instituto Nacional de Meteorologia.
 

Copiar o texto
17/05/2022 18:00h

A temperatura pode variar entre 9 e 30 graus

Baixar áudio

Nesta quarta-feira (18), o dia segue instável na Região Sudeste. Chove de maneira rápida no Espírito Santo e norte de Minas Gerais, mas nas demais áreas, a previsão é de tempo firme. Já em São Paulo e sul de Minas Gerais, o dia segue frio e com previsão de geada nos estados. 

A temperatura mínima para a Região Sudeste fica em torno dos 9  graus e a máxima de 30. A umidade relativa do ar varia entre 60% e 100%.

As informações são do Instituto Nacional de Meteorologia.
 

Copiar o texto
Brasil 61